12 – O Monstro do Circo (1927)


The Unknown


1927 / EUA / P&B / Mudo / 63 min / Direção: Tod Browning / Roteiro: Tod Browning / Elenco: Lon Chaney, Norman Kerry, Joan Crawford, Nick de Ruiz, John George


 

Dois grandes nomes do cinema de terror se encontram em O Monstro do Circo: Tod Browning, que mais tarde viria a dirigir os clássicos Drácula e Monstros, e Lon Chaney, o Homem das Mil Faces, estrela de O Corcunda de Notre Dame e O Fantasma da Ópera. E assim como em Monstros, Browning mais uma vez utiliza o universo do circo como pano de fundo para suas bizarrices.

Em uma das suas mais importantes e marcantes interpretações no cinema, Chaney faz o papel de Alonzo, um exímio atirador de facas em uma trupe circense, que é conhecido como “Homem Sem Braços”, exatamente por não possuir os membros, e utilizar os pés em seus números, onde arremessa as facas e até utiliza armas de fogo, tendo a bela Nanon (Joan Crawford) como ajudante de palco. Acontece que Nanon é a cigana filha de Antonio, dono do circo, e por quem Alozono tem uma paixão escancarada, não correspondida.

O detalhe é que Nanon tem uma espécie de fobia ao toque masculino, e simplesmente não suporta mãos masculinas e repele todos os caras que tentam tocá-la, colocando Alonzo como um dos mais bem sucedidos pretendentes ao coração da moça. Só que Alonzo tem concorrência de Malabar, o homem mais forte do circo, que também a ama e tenta de qualquer forma conquistá-la. Só que na verdade, o que ninguém sabe é que Alonzo é um vigarista, ex-criminoso que possui sim os braços, e utiliza aquele disfarce apenas para fugir da polícia. O único que sabe da verdade é seu anão comparsa, Cojo. Para piorar, quando Antonio vê o sem-braço dando em cima da sua filha, ele lhe dá uma surra, e como revide, Alonzo mata-o estrangulado, e aí descobre-se que além de ter os braços, o bandido também tem dois dedões, e isso facilmente o entregaria, já que Nanon é testemunha ocular do assassinato do pai, porém sem conseguir ver claramente quem foi o assassino.

Dando uma de joão sem braço para cima da garota!

Para não ser identificado e para evitar que seu embuste seja descoberto ao pedir a mão da garota em casamento, Alonzo tem a mais brilhante ideia da história do cinema (só que não!): resolve fazer uma cirurgia para cortar os próprios braços. Gênio! Só que como uma boa mulher que não sabe o que quer, adivinhe se Nanon não começa a se engraçar com o fortão Malabar? Ela perde seu medo irracional e aceita se casar com ele. Ou seja, o tonto do Alonzo, por um rabo de saia arrancou os próprios braços e Nanon na maior trairagem resolve ficar com o outro cara. É muito azar. Ou estupidez. Mas claro que o criminoso não vai deixar isso barato e querer se vingar de Malabar, elaborando um plano para que ele seja morto durante um novo espetáculo com cavalos que eles estão preparando.

Além do filme ser bastante divertido, e com a direção de Browning segura e eficaz, em seu auge criativo, o que mais marca O Monstro do Circo é a atuação de Chaney, que imprime uma grande carga dramática, utilizando de suas expressões facias para transmitir seus sentimentos (sempre lembrando que é um filme mudo), principalmente quando descobre que foi trocado após ter perdido os braços à toa, em uma cena que chega a ser realmente trágica e comovente. O ator Burt Lancaster aponta a interpretação de Chaney nessa fita como a mais convincente de toda a história do cinema! E no final das contas, mesmo com todas as decisões extremas e exageradas, o personagem de Chaney é movido por um amor cego, até obsessivo, mas que não mede esforços para conseguir aquilo que quer. Mesmo colocando assassinato nessa conta.

Outro fator positivo de O Monstro do Circo é a participação de Paul Demuske, ator que não possuía braços na vida real, e foi o dublê de pernas e pés de Chaney, utilizado nas cenas de lançamento de facas, ou quando Alonzo fumava um cigarro, em tomadas onde o ator era focalizado apenas da cintura para cima. Um dos melhores filmes de Browning e Chaney, parceria que poderia ter se repetido em Drácula três anos depois, se o Homem das Mil Faces não tivesse morrido de forma precoce, abrindo espaço para Bela Lugosi pegar o papel.

Chaney e mini-Chaney

11 comentários Adicione o seu

  1. Renato França. disse:

    ´´O ator Burt Lancaster aponta a interpretação de Chaney nessa fita como a mais convincente de toda a história do cinema!´´. Se não mim engano o próprio Burt falou também algo parecido em relação a interpretação de Lon Chaney como Quasimodo.

  2. thelmo cristovam disse:

    Meus parabéns pelo blog !! Visito todo dia. Muito obrigado !

    Poderia, por favor, verificar o link desse filme ? Tentei varias vezes e não consegui.

    1. Valeu pelo elogio, Thelmo. E agradeço pela visita diária.

      O link está tudo OK. Qual problema você está encontrando?

      Abs

      Marcos

      1. Oi Marcos,

        O link funciona, mas ao tentar baixar o arquivo torrent, ele nunca aparece. Se aperta aqueles vinte segundos e nada vem nunca e nem aparece algum tipo de link para completar a acao de baixar. Poderias tentar baixar, pra ver o que acontece ?

        Muito obrigado.

        PS. Morri de rir com o horrorcast de hoje !!! Valeu !!!

      2. Oi Thelmo.

        Pronto, já resolvi o problema e postei um novo link.

        Valeu pelo toque!

        PS: Hahahhahahahaha, demais o filme né?

        Abs

        Marcos

  3. Jack Sayaka disse:

    Nossa, amei esse site, já coloquei nos favoritos e vou estar sempre por aqui. Muito bom, além de dar ótima informações sobre o filme, o download já vem junto e sem nenhum problema. Parabéns!

    1. Legal, Jack!!! Fico feliz que você favoritou e pode vir sempre! E ah, comente sempre que quiser.

      Grande abraço.

      Marcos

  4. esse foi um dos melhores filmes que já vi. Sua sinopse descreve exatamente o filme como me pareceu. Adoro seu site!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s