HQRROR #01 – JASON X

 

Esqueçam as histórias coloridas de heróis, uma vez que, nós do 101 Horror Movies iniciarem os essa mais nova coluna chamada HQRROR– obrigado, Daniel pela sugestão. Nossa proposta é escrever resenhas à cerca do universo dos quadrinhos de terror (de qualquer país) ou algo semelhante. Diante disso, não seria mais do que justo inaugurar a coluna com a bagaceira extraordinária que são os quadrinhos da série Sexta-feira 13.

A série de filmes, para ser mais exato 12, sempre fora um sucesso de bilheteria – ou quase isso – além do fato de consagrar o vilão Jason Voorhees no imaginário social. É sabido por qualquer um que a série tem seus altos e baixos – resenhas que podem ser lidas aqui no site – mais baixo do que altos, e é claro que nos quadrinhos não seria diferente.

Publicados na década de 90 – a melhor fase para os quadrinhos, rs – e se alongando até 2006, o psicopata imortal passou por três empresas – Topps Comics, Avatar Press e Wildstorm – a história em questão que eu irei comentar foi publicada pela Avatar Press em 2005. Sendo assim, vamos analisar essa bagaceira:

Capa

Intitulado de Jason X, escrita por Brian Pulido e desenhada por Sebastian Fiumara, o quadrinho que contínua o filme de mesmo nome. Apresenta Jason versão tunada caindo na Terra 2, uma vez que a terra 1 não mais pode ser habitada em 2455 Dc. Como de costume o quadrinho apresenta cenas de sexo entre jovens – ressalto a forma crível com que a menina que se excita enquanto o rapaz fala sobre ciência. Jason procede com a sua matança rotineira e vai visitar o túmulo de sua mãe, Pamela Voorhees, logo o zumbizão é capturado então pela geneticista Kristen. A cientista revela que tudo o que ocorreu no primeiro filme foi um plano dela para levar Jason até a Terra 2 e lá ela fazer experimentos com suas células regenerativas e salvar a humanidade e seu namorado.

3776063-1373653-jason__32_
“Só não veio hoje porque tá pregadão”

O HQ em si é ruim que só o Diabo, temos um monólogo da mãe de Jason, onde ela diz que pode comunicar-se pelas máquinas, uma vez que Jason ou Uber Jason como preferirem, possuí nanorobôs em sua constituição, e a mulher começa a falar por ele como se fosse um alto-falante. Se não bastasse Jason estar mais parrudo e mais estranho, no quadrinho ele tem um poder que é a possessão por nanorobôs onde ele libera os bichinhos e eles incorporam alguém e sua mãe controla o hospedeiro – é eu sei, uma bosta.

jasonxgrave
Boladão

As ilustrações não são ruins, mas também não são primorosas, digamos que não é um Rob Liefeld, mas também não é um Alex Ross. Enfim, a HQ de 27 páginas – sendo quatro de imagens do Grandão destroçando pessoas e duas contando com a capa e contracapa – não vale a pena, é algo terrível, esdrúxulo, ruim e está de “pau a pau” com Sexta-feira 13 Parte 8, entre as piores coisas do pobre assassino da máscara de hóquei. Porém, como toda merda é pouca, obviamente tem uma continuação e pasmem é o Jason Normal x Jason X, resenha essa que ficará para a próxima semana, pois preciso descansar meu cérebro dessa porcaria…

maxresdefault
Pose para a câmera , diga xxxx!

 

 

 

3 comentários Adicione o seu

  1. Filipe Roque disse:

    Adoro as HQs de Sexta-Feira 13, mas essas da Avatar Press são muito ruins. Tinha que começar o HQRROR justo com essa? Era melhor ter pego uma da WildStorm…

  2. Victor H M Chab disse:

    Opa, Filipe, tudo bem? Pode ficar tranquilo que resenharei todas as HQs de Sexta Feira 13, sei da qualidade da WildStorm, mas começar pela bagaceira é mais engraçado! hahahaha

  3. pony disse:

    Que coragem
    Jason vs jason x

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s